quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Sob bomba e tulmulto, polícia de Flávio Dino não evita barbárie em Pedreiras

   Delegado Rafael Almeida conversa com a imprensa de Pedreiras - Foto: Blog do Carlinhos
No município de Pedreiras, o coroataense Antônio Carlos da Conceição, de 27 anos, infelizmente, promoveu na madrugada desta quinta-feira, 13, fatídicas cenas de um crime passional. Depois de ter baleado dos jovens, enfrentado e trocado tiros com integrantes das polícias Civil e Militar, disparou quatro balas de calibre 38 na cabeça da ex-namorada Maria Nilde e suicidou-se. A jovem, que faleceu no local, havia sido sequestrada há seis horas, nas proximidades de um posto de combustível Campeão, no Bairro do Engenho. As mortes aconteceram na Rua Otávio Passos, próximo da igreja Assembleia de Deus de Pedreiras, às 21h00 de quarta-feira, 12.

Durante o sequestro, o coroataense também matou a bala o mototaxista Carlos Humberto Rocha, o “Beto Maranhão”. Feriu com um tiro o sobrinho de Maria Nilde. Este foi o segundo intento do Antônio Carlos. Ele havia realizado o primeiro sequestro da ex-namorada no dia 2 de julho último. Foi preso na Unidade Prisional de Ressocialização. Foi autuado por cárcere privado e libertado.

   O coroataense e Maria Nilde
   Arquivo/Blog do Carlinhos
INVESTIGAÇÃO

A Polícia Civil esteve no local sob o comando do delegado Rafael Almeida. A PM manteve sem sucesso negociação com o coroataense. Antônio Carlos mentiu que tinha três arma de fogo e farta munição. Resta apurar a atuação da Polícia. Em vídeos, observa-se que a Polícia isolara o cárcere de Maria Nilde. Mas, denotando fragilidade da operação, não foi evitado que moradores atirassem uma bomba no local. Falta esclarecimentos a respeito do que teria provocado a ira do coroataense com o desfecho da barbárie. Não foi impedida a presença de muitos curiosos. Com informações do Blog do Carlinhos

Confira no vídeo o momento em que a população, muito próxima do local do assassinato da jovem, atirou uma bomba cujos efeitos resta esclarecimentos. No vídeo seguinte, Maria Nilde, na sua última aparição, tenta evitar a sua morte. Ela conversou com policiais tentando acalmar Antônio Carlos. Cobertura in loco do Blog do Carlinhos: