sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Insanidade, o louco dos Leões

    Imagem/Facebook Ricardo Murad
Por RICARDO MURAD - Cego pelo ódio, movido apenas pelo desejo da perseguição, Flávio Dino manda procurador geral do Estado envolver a deputada Andrea Murad e o deputado Sousa Neto como réus numa Ação de Improbidade promovida pelo, pasmem todos, estado do Maranhão contra os dois deputados e mais uma dezena de ex-gestores da Secretaria de Saúde, numa clara demonstração de que está desequilibrado mentalmente.

Para o bem do Estado, Flávio Dino com a sua louca perseguição deveria ser internado compulsoriamente para evitar danos ainda maiores ao Maranhão. Transformar a Procuradoria Geral do Estado em instrumento político para constranger deputados de oposição ao seu Governo é um crime grave que será denunciado em todos os fóruns de defesa da democracia e da liberdade de atuação dos representantes do povo, legitimamente eleitos, diplomados e empossados.

Ele deveria olhar para o próprio umbigo antes de insultar e ameaçar parlamentares se utilizando de órgãos do Estado, pois o governador foi eleito com dinheiro da OAS e UTC/Constran, empresas envolvidas na operação lava-jato.