sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Justiça determina posse imediata de vice-prefeita em Bom Jardim

   Malrinete Gralhada havia ingressado com mandado de segurança na Justiça Estadual/Foto: Biaman Prado
Por: RONALDO ROCHA/imirante.com - O juiz Cristóvão Sousa Barros, da 2ª Vara da Comarca de Santa Inês, determinou a posse em até 24 horas, da vice-prefeita do município de Bom Jardim, Malrinete Gralhada (PMDB), no comando do Poder Executivo Municipal. Gralhada havia ingressado com mandado de segurança na Justiça Estadual na última terça-feira. Com a decisão judicial já assegurada, cabe ao presidente da Câmara Municipal, Arão Silva (PTC), dar posse à vice-prefeita.

Saiba mais:
Duas ações civis do MPMA requerem afastamento da prefeita de Bom Jardim
As empresas de "fachada" de Lidiane Leite

O Estado apurou, no entanto, que Arão está em São Luís, para compromissos de ordem pessoal. Com isso, fica com o vice-presidente a prerrogativa de empossar Gralhada no comando da Prefeitura de Bom Jardim.

A prefeita, Lidiane Leite, foi declarada foragida pela Polícia Federal na semana passada. Alvo de uma operação da PF, que investiga atos de improbidade administrativa, Lidiane fugiu para não ser presa. O advogado da prefeita, Carlos Sérgio Carvalho, afirmou na noite de ontem, que a prefeita poderia se entregar voluntariamente hoje à PF. Até o momento, no entanto, isso não ocorreu.

Lidiane Leite tentou habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas teve pedido negado. A expectativa é de que até domingo ela, de fato, se entregue à polícia, já que este é o prazo que a Câmara Municipal aguarda para pedir o seu afastamento da Prefeitura.