quarta-feira, 16 de setembro de 2015

HCM sofre conseqüências da má gestão e deputada pede providências

   Foto: Nestor Bezerra
Falta de energia, falta de combustível em gerador, ar condicionado quebrado, risco de equipamentos serem danificados por falta de manutenção adequada e ameaça de mais redução nas cirurgias eletivas do Hospital Dr. Carlos Macieira. Um absurdo denunciado hoje (14) pela deputada peemedebista Andréa Murad (foto), na Assembleia Legislativa.

- No Hospital desde sábado funciona precariamente o sistema de refrigeração. Um prejuízo tanto para o estado em termos de equipamentos, caríssimos, que precisam do sistema de refrigeração funcionando adequadamente, quanto para o conforto dos pacientes. Eu quero saber como vão fazer com as cirurgias? Vão operar sem ar-condicionado, improvisando Split como está acontecendo? O setor de hemodiálise está sem ar condicionado. Na verdade, alguns poucos setores estão com ar improvisado e isso tudo por falta de manutenção. Aparelho de ressonância, tomografia como é que vai ficar? - denunciou.

Para a parlamentar, a empresa Gerir que administra a unidade não tem capacidade para atender o hospital de alta complexidade, considerado um dos mais avançados do Brasil e que hoje atende todo o Estado do Maranhão.

- A irresponsabilidade do Governo é tamanha. A gente espera realmente que haja uma resposta do Governo e uma atitude rápida para que isso possa ser resolvido - solicitou a deputada. Com informações da Asscom/Dep. Andrea Murad.

Discurso completo de hoje: