quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Ricardo denuncia vacilo de Flávio Dino

   Imagem: Reprodução Facebook/Ricardo Murad
Depois de divulgar que irá inaugurar o Hospital Macrorregional de Pinheiro no dia 28, o governador Flávio Dino (PCdoB), tido por Ricardo Murad como autoritário e prepotente, covarde, vil, dirigente de um Governo incompetente que o faz parecer um idiota seguidas e incontáveis vezes, foi taxativamente enquadrado pelo peemedebista. Na sina de perseguição e ódio aos Sarney, além de fazer birra de menino em dizer que o referido hospital teria sido idealizado por Jackson Lago em 2009, Dino foi desmoralizado. Murad tem documento do Saúde é Vida que provam a verdade, de que 96% da obra já havia sido concluída, com todos os equipamentos, utensílios, materiais hospitalares e mobiliário comprados.

Murad garantiu que Dino não fez nada, só destruiu. Foi mencionado, por exemplo, que o tomógrafo ainda está na caixa e sua instalação só será possível após 15 de outubro, condicionada ao pagamento de outros tomógrafos de outras unidades. Para Murad, o Centro Cirúrgico, UTI, Centro de Diagnóstico e CME não funcionarão até a data indicada e resta ainda qualificação e treinamento dos profissionais de saúde e demais funcionários

- Flávio Dino passou nove meses com a ideia fixa de destruir o que fizemos e agora, com a popularidade em queda livre, quer correr para inaugurar seja lá o que for para mostrar trabalho. Só que não dá pra fazer improvisos e arranjos no sistema de saúde, porque tratamos com vidas humanas - arrematou Murad. Leia aqui: Artigo de Ricardo Murad